Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Da internet e das opiniões

jfd, 26.08.11

Há quem não compreenda a Internet, os blogs e a liberdade de opinião.

Existem aqueles que a querem controlar, limitar e apenas publicar o que lhes interessa. A si e aos amigos de petiscos e caminhadas.

A esses eu faço um grande manguito. Ainda estamos para perceber o que quer o Facebook com o fim do anonimato na Internet e o que desejam os seus opositores. Mas algo é certo; há quem tenha nascido com a Internet na sua vida e não tenha noção do que é o contrário. E há quem, como eu, que tenha vivido os dois mundos. Sei mais que aqueles? Sim. Pois vi acontecer. Sou melhor que aqueles? Não. Mas sei um pouco mais, pois, repito, vi acontecer. Tenho um voto com mais valor? Não. É assim a democracia. Mas se quem veio depois de mim tiver um pouco de bom senso, lerá o que escrevo com um pouco mais de atenção e terá um pouco mais em conta aquilo que digo. Há o antes e o depois, e para esses afortunados do agora, apenas há o agora. E há que respeitar o cruzamento das gerações. A do antes e a do agora, que julga que sabe tudo. Mas prontos. São como as cerejas... Vêm de todo o lado as opiniões. E muitos não gostam de ser postos em causa, pois nunca vivenciaram tempos em que isso nem era realidade.

Putos e pitas mimados que não fazem ideia do que dizem e do que custou aquilo que agora têm. Sim... tornei-me num daqueles velhos que sempre critiquei. Mas é assim. Lá cantava Phill Collins; é o círculo da vida...