Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Citações e mais contradições

Beatriz Ferreira, 27.09.11

Ontem Marinho Pinto e António José Seguro citaram a mesma frase, esquecendo convenientemente o autor e a circunstância em que foi originalmente proferida, atacando Paula Teixeira da Cunha e Pedro Passos Coelho, respectivamente.

 

Como seria de esperar, nos últimos meses os ódios convergem para o Governo. A amnésia socialista colectiva, natural de quem não sabe estar na oposição depois dos estragos causados, agrava-se. O PS é um partido relutante em ser liderado e Seguro precisa de um inimigo comum que una todos os sectores socialistas. 

 

Seguro está desesperado por segurar as feras, mas sem dúvida que esta manobra de distracção pobre em originalidade traz mais momentos constrangedores do que vitoriosos.

 

Para o PS: "É mesmo verdade que a maior parte dos males que ocorrem ao Homem são provocados por ele próprio."

 

Para Passos Coelho: "Nenhum governo é tão detestado como aquele que mais convém ao povo."

 

Gaio Plínio morreu há 1932 anos e foi ele o autor destas frases.

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2