Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Dias e Dias... por lá e por cá

Tiago Sousa Dias, 02.05.08


Jorge

Eu em Lisboa sem carro estou a redescobrir como amo a minha cidade!Estou sem carro faz hoje um mês. Tenho andado de transportes de lá para cá, de cá para lá! Um mix de autocarro, metro e eléctrico. O Metro é extraordinariamente conveniente. Nem sei como não me cansei de fazer percursos de carro, que poderia ter feito debaixo do chão, ouvindo o meu AiPodes, sem ter de alimentar nem a Galp nem a Emel e contribuindo para uma melhor atmosfera... Os autocarros estão renovados e têm uma coisa super moderna. Cada paragem tem um placard que diz quando passa o próximo, e se por acaso não estiver disponível, essa informação está à distância de um simples SMS. Já o eléctrico, que apanho na Praça da Figueira até à Universidade Moderna, é um espectáculo. É como descobrir Lisboa todos os dias pela primeira vez. Porquê? Porque é o transporte por excelência dos turistas. Vem sempre cheio. E dá gosto ver como olham para os prédios, para o azulejos, para os caminhos, para o Rio, para a Ponte. Dá gosto ver as caras e os olhos bem abertos quando se vislumbram os primeiros indícios do Mosteiro dos Jerónimos, da Torre de Belém, do Palácio de Belém. As conversas sobre o Castelo de São Jorge, a Cerca Moura, o bairro de Alfama. Que bonito é viver isso, ouvindo as conversas dos turistas!E as nossas estações de Metro? Poucas estão degradadas, e muitas são autênticas obras de arte. A estação da Ameixoeira um autêntico encruzilhar de escadas rolantes, a estação do Parque, para mim a mais bela de toda a rede. Tudo isto por cerca de 28€ por mês. É assim a Lisboa sem carro!


Tiago

Eu em Bruxelas sem carro sou o verdadeiro Tuga comodista. Ando à boleia e se não há boleia não ando, venho trabalhar que é bem pertinho de casa.Mais a sério, os transportes aqui são muito caros. Um bilhete de autocarro custa €1,50 e o Táxi nem se fala. Até agora andei três vezes de Táxi. Imaginem o que é irem do Marquês do Pombal ao Rossio (em Lisboa portanto) ou da Rotunda da Boavista ao Castelo do Queijo e pagarem € 11,00. A primeira experiência foi do aeroporto para casa (€ 30), e a última foi para Tervuren desde a Place Lux (cerca de 8 Kms). Claro que tivemos que pedir ao Táxista para parar quando vimos a bitola dos € 25 pois era tudo que tinhamos e seguimos o resto do caminho a pé (cerca de 2,5 Kms). Quando estavamos a chegar depois dessa caminhada, passa por nós o Tram (espécie de eléctrico) que apesar de não ser barato sempre fica longe dos 25€.Conclusão, não se vê muita (quase nenhuma mesmo...) informação afixada sobre os meios de transporte, pelo que, acabamos por quase os não usar e os preços são exorbitantes.Andar de Metro é a melhor solução já que é grátis...para nós Tugas pelo menos. Andei uma vez de Metro e não paguei porque só fizemos uma estação. Nota: A culpa não foi minha nem do João...

22 comentários

Comentar post

Pág. 1/3