Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

País violento. País violentado.

Carlos Carvalho, 21.08.08
Nestes últimos tempos não há dia em que não apareça notícia sobre mais um crime violento. Cada vez se recorre mais às armas e sente-se um maior medo nas pessoas.

Portugal já não é um país de tão brandos costumes. Bem sei que, pela reduzida população, este tipo de notícias tem mais impacto, mas é, também por isso, que se tornam mais preocupantes.

Carjacking, assaltos a bancos, assaltos a caixa multibanco, assaltos a carros de valores, assaltos a ourivesarias, assaltos a bombas de gasolina. Em todos um ponto comum: mais violentos, menos valor pela vida, disparo fácil e maior utilização de tecnologia.

De acordo com o Jornal de Negócios os roubos relacionam-se directamente com a crise. Foi em 2003, considerando o intervalo dos últimos 8 anos, que mais crimes se registaram, correspondendo a um período em que o PIB teve um crescimento negativo de 0,8%.

Olhando à actualidade, tem sido elevado o número de crimes este ano, especialmente os violentos que mostram tendência crescente. Se assim é, e como ainda estamos no oitavo mês do ano, como a crise continuapresente, tudo aponta para mais registos de violência. O que se verifica diariamente.

Para onde caminha o nosso país neste ponto? É uma das dúvidas que mais preenche os Portugueses nesta altura.

Não deveríamos ter medo, mas a verdade é que estamos cada vez mais inseguros neste nosso cantinho.

13 comentários

Comentar post

Pág. 1/2