Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

SIDA – Saber, Informar, Diagnosticar, Agir

Paulo Colaço, 01.10.06

Um artigo de Rita Nave Pedro

 

Foi realizado um estudo sobre a SIDA em Portugal cujos resultados demonstram que, apesar de a maioria dos portugueses estarem bem informados sobre as formas de transmissão do VIH, ainda há muito desconhecimento e negligência, o que se prova pelo facto de terem sido comunicados, até 30 de Junho deste ano, 29.461 casos de infecção pelo VIH, tendo sido declarados desde o início do ano 1.173 novos doentes.

O VIH transmite-se através de sangue, das secreções sexuais e da mãe infectada para o filho. Contudo, os dados obtidos revelam que uma percentagem significativa dos inquiridos julga que o vírus se transmite através de beijos (30,4%), pelo uso de casas de banho (29,5%), pela picada de insectos (29,5%), por tosse e espirros (22,7%), por comida e talheres (18,1%) e 5,3% disse que o aperto de mãe e abraço são fontes de contágio, enquanto 1,2% afirmou desconhecer as formas de transmissão.

As conclusões deste estudo são anunciadas numa altura em que a Coordenação Nacional para a Infecção VIH/SIDA e a Apifarma assinaram um protocolo que tem como objectivo fomentar na sociedade a realização do rastreio ao VIH. Está planeado que deste protocolo de cooperação irá surgir uma campanha de sensibilização no âmbito do diagnóstico da SIDA.

Parece que afinal este assunto ainda não está esgotado e, é curioso, que são os jovens os que menos se preocupam com estes números!

7 comentários

Comentar post