Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Esperava mais!

Paulo Colaço, 10.11.07

Na Cimeira Ibero-Americana, Hugo Chavez chamou fascista a Aznar e magnata petroleiro a Lula, entre outros vitupérios.
Comentando, Sócrates disse: “Esta organização de cimeira entre chefes de Estado e de Governo é assumidamente plural e diversa. (…) Nós não queremos uniformidade política, temos interesses comuns, temos uma história comum, isso não significa que pensemos todos da mesma forma. Ouvimos os outros com respeito, tal como os outros nos ouvem com respeito”. Enquanto falava, tinha Cavaco Silva ao seu lado.

Que Sócrates tenha medo de criticar Chavez, percebe-se. Afinal, trata-se de José Sócrates.
Que Cavaco não tenha dito, pelo menos: “não gostei de ouvir Chavez falar daquela forma do Chefe de Estado de um país irmão e de ter chamado fascista a Aznar”, desilude-me. Esperava mais.

21 comentários

Comentar post

Pág. 1/3