Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

(des)governo nos Açores, por Duarte Freitas

Paulo Colaço, 13.09.08

 

Caros amigos e companheiros,
 
Antes de mais quero aproveitar a oportunidade paras vos dar os parabéns pela "hiperactividade" deste blog, formado por gente jovem do nosso partido e de grande qualidade, como pude constatar pelos bons quadros que a JSD tem "enviado" para o programa de estágios do Grupo de Eurodeputados do PSD em Bruxelas, entre os quais se destacam alguns "psicóticos". Registo também aqui o importante papel que a JSD dos Açores e o Cláudio Almeida tem tido em todo este processo e o acompanhamento e apoio permanente do PSD e da JSD nacional nesta eleição.
 
Registo com muito agrado terem tido o cuidado de promover um debate sobre as eleições açorianas e reunido tão distinto painel de oradores. Aproveito para enviar uma mensagem de agradecimento a todos. Pelo que li esta manhã o debate foi interessante e sobretudo muito esclarecedor.
 
Quanto à política açoriana quero deixar-vos apenas duas notas sobre a situação política actual:
 
Nos últimos anos o Governo Regional teve 500 mil euros (100 mil contos) por dia de fundos comunitários de investimento. Com este dinheiro tem de se fazer muita obra, o problema é que as estratégias e as prioridades não têm sido bem definidas. Praticamente toda a actividade do Governo Regional em termos de aplicação de verbas tem tido fins eleitoralistas, o que faz com que a região não tenha o devido beneficio em termos estruturais.
 
Este Governo julga ser dono dos Açores e não apenas aquilo que é: o governo dos açorianos. Com este tipo de visão em termos de investimento e em termos de estilo de governação, os Açores não chegarão aos níveis que todos desejamos e merecemos.
 
É possível fazer muito melhor!
 
 
Um abraço e continuação de bom trabalho!
 
Duarte Freitas
Deputado Europeu e cabeça de lista do PSD pela ilha do Pico

11 comentários

Comentar post

Pág. 1/2