Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Viver com 400 euros em Portugal

Luís Nogueira, 02.10.08

Vi ontem na RTP1 uma reportagem sobre uma familia monoparental, que vive com pouco mais de 400 euros por mês. A mãe e um filho de 10 anos que lutam para subsistir dignamente, com um grande esforço diário. A mãe tem um difícil e árduo trabalho, que consiste em cuidar dos mais idosos, sendo mal remunerada. E o filho é vítima da falta de oportunidades de lazer e de educação, estando confinado ao espaço de um pequeno quarto e de uma televisão, sendo essa a sua janela para o mundo.

 

Sócrates critica a "irresponsabilidade" de governos que deixaram de investir na área social. Mas o que tem feito este governo, por quem não é considerado como "suficientemente pobre", mas que acaba por viver com grandes dificuldades? 

 

Temos uma sociedade portuguesa cada vez mais desigual, com os 2 milhões de cidadãos mais ricos, a ganharem 7 vezes mais do que os dois milhões mais pobres. Que políticas têm sido produzidas para minorar esta desiguldade?

 

Não vislumbro nenhuma que tenha sido significativa. A não ser que estejamos a falar do "rio de subsídios" mal atribuídos, com as consequências e as dependências graves que todos conhecemos. A "pobreza escondida" que existe entre nós tem de acabar! São precisas medidas urgentes e concretas, que coadunem o país com os padrões europeus do século XXI. Não acham?

7 comentários

Comentar post