Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Será?

Paulo Colaço, 11.01.09

Amanhã, 12 de Janeiro, passam 250 anos desde que o Marquês de Pombal mandou expulsar os Jesuítas do reino (apesar do édito só ter sido assinado mais tarde).
Isso aconteceu 263 anos após D. Manuel ter cometido uma esperteza semelhante: mandou expulsar os Judeus.
 
Judeus e Jesuítas. Duas “classes” de superior educação, de grande cultura e visão.
 
Em duas “assentadas”, Portugal ficou sem portugueses de grande valia. Os motivos foram variados mas não andam muito longe do preconceito, invejas, ignorância e ânimo usurpador.
 
Quem perdeu, das duas vezes, foi Portugal. Quem ganhou?
Por exemplo: Inglaterra, para onde muitos judeus fugiram e deram uma grande ajuda na revolução industrial e empresarial.
A Rússia (e Leste), para onde muitos jesuítas foram contribuir cultural e cientificamente.
 
E nós? Orgulhosamente sós e atrasados!
 
Mas, passado este tempo todo, será que já aprendemos a lição? Será que já sabemos que a diversidade é a grande mola que nos catapulta?

7 comentários

Comentar post