Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Um PSD que dá gosto!

jfd, 18.02.09

Manuela Ferreira Leite ontem encontrou-se com empresários.

Como já havia dito o Paulo Colaço, a líder do PSD têm-se encontrado com vários sectores da sociedade e feito declarações de verdadeiro interesse e impacto.

Ontem falava-se de tesouraria e da falta de necessidade da clivagem artificial que está a ser imposta pelo Governo no discurso radical ricos vs pobres. Não desconsidero o problema; mas não nos termos em que José Sócrates está a colocar a questão.

O ataque que prevejo que venha a acontecer às minhas deduções é deveras inusitado e eu estou longe de ser rico, aliás, estou como a maior parte das pessoas da dita "classe média". O motor de Portugal.

 

Na sequência do trabalho que tem vindo a ser desenvolvido, foram à pouco  anunciadas as medidas anticrise para as PME.

Isto sim é o PSD que me dá gosto. É o melhor do PSD a trabalhar.

Tenho todo o direito e dever de louvar o que é de louvar e chamar à atenção o que é de chamar à atenção. Com todo o respeito e responsabilidades devidos.

É assim que nos tornamos num partido melhor, mais perto das bases, mais perto do povo.

 

Segundo avança a edição desta quarta-feira do Público, as propostas do PSD passam por favorecer, através da redução da taxa social única, quem faz mais contratações sem termo e as PME`s que promovam um aumento do número de trabalhadores.

Para os jovens empresários, a líder do PSD tem previsto um regime fiscal mais favorável, sobretudo em sede de IRC, sendo que também os prazos para pagamento do IVA devem ser alargados, assim como os reembolsos deverão chegar mais depressa às empresas.

Segundo o Público, o PSD vai ainda propor a criação de uma conta corrente entre o Estado e as empresas, a qual deverá ser alvo de um acerto mensal entre débitos e créditos.

Para a Caixa Geral de Depósitos, Manuela Ferreira Leite defende uma reorientação da estratégia, a qual deverá passar por um maior apoio à capacidade financeira das PME`s exportadoras, em conduções de crédito mais favoráveis. (...)

 

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=373843">http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=373843

5 comentários

Comentar post