Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

A história repete-se?

Margarida Balseiro Lopes, 03.05.09

 

Vital Moreira foi insultado e agredido nas comemorações do 1º de Maio. Um episódio lamentável e que não se deverá repetir.
 
O antigo militante do Partido Comunista foi escolhido para liderar a comitiva socialista que marcou presença nas comemorações do Dia do Trabalhador.
 
Diz o politólogo André Freire, que “a escolha de Vital para chefiar a delegação do PS no 1.º de Maio cheira a oportunismo e tem contornos de sessão de campanha”.
Acrescenta que “o Governo convive mal com os sindicatos, critica a CGTP, e Vital Moreira tem secundado o Governo nestas críticas. É estranho que o PS tenha enviado um candidato altamente colado ao Governo para uma manifestação da CGTP, como se fosse um agent provocateur”. Lembra ainda que, até Novembro de 2007, o Executivo socialista instaurou processos crime contra mais de duas dezenas de dirigentes da Intersindical.
 
 Isto é-nos familiar. Marinha Grande?

Houve quem tivesse feito esta mesma leitura dos acontecimentos. Uma análise que eu subscrevo. Mas, infelizmente, não é apenas o PCP que convive mal com a liberdade de expressão.

 
Deixo-vos apenas a frase com que Vital Moreira respondeu a um jornalista, imediatamente a seguir a ter sido agredido: “Já assisti a coisas destas há muitos anos atrás na Marinha Grande.”
 
Há coisas fantásticas, não há?

6 comentários

Comentar post