Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Por que é diferente esta Gripe?

PsicoConvidado, 09.07.09

O que é que esta gripe tem de diferente?

Vamos começar pelo que esta gripe tem de igual. É uma gripe. Ou seja, uma doença contagiosa resultante da infecção pelo vírus influenza. Contagiosa sim! Todas as gripes são contagiosas! Transmitem-se através das gotículas emitidas com a tosse ou os espirros. A gripe “normal” (sazonal) também mata. A maior parte das pessoas recupera em uma a duas semanas. Contudo é perigosa nas crianças pequenas, nos idosos, nos doentes com problemas do sistema imunitário ou com doenças crónicas. Nestes grupos de doentes a gripe pode levar a complicações graves e mesmo à morte.
 
Mas esta gripe (a gripe humana de origem suína) mata mais! Porquê?
Trata-se de uma vírus mutado (transformado), de uma “versão” nova de um vírus que originalmente afecta os suínos mas que conseguiu infectar e transformar-se dentro de um hospedeiro humano. A partir daí “abriram-se as portas” para a transmissão entre humanos, o que até à data não acontecia.
Ao contrário da gripe das aves, esta nova estirpe transmite-se de humano para humano e não de suínos doentes para humanos, como acontecia com as aves. Daí não terem surgido medidas para abate dos animais.
Como se trata de um estirpe nova, com a qual nunca tivemos contacto, os humanos não têm defesas (anticorpos) no organismo. Daí estarmos mais susceptíveis a ficar doentes aquando um primeiro contacto com o vírus. Nessa situação podemos facilmente transmitir a doença. E assim começa o ciclo.
 
Sem entrar em histerismo importa saber o que fazer e como melhor proceder em caso de gripe. Os sintomas são em tudo semelhantes à gripe sazonal, podem ser mais severos (por estarmos indefesos essencialmente): febre de início súbito (superior a 38º C), tosse, dores de garganta, musculares e de cabeça, arrepios de frio, cansaço e eventualmente diarreia ou vómitos. Ao invés de correr para as urgências de um hospital, arriscando o contágio para outras pessoas ou até mesmo de negligenciar a situação, o que se deve fazer é contactar a Linha de Saúde 24 (808 242424) e utilizar este recurso ao dispor de todos, que permite à partida um primeiro despiste ou alerta para a doença. Se tiver sintomas de gripe opte por ficar em casa (evite os espaços públicos fechados), evitar o contacto muito próximo com outras pessoas, e faça por tossir e espirrar para lenços de papel (sem os reutilizar).
 
Outros hábitos que se aconselham
Lavar as mãos com frequência e permanecer em casa em caso de doença. São recomendações não só para prevenir o contágio de gripe mas para muitas outras doenças. Adoptar uma atitude preventiva ajuda a minorar os efeitos de uma pandemia (epidemia de grandes proporções que surge em diversas zonas geográficas mais ou menos em simultâneo).
 
Não está provado que o uso de máscaras ofereça uma protecção eficaz ou reduza o contágio de gripe, no caso de uma pandemia ou durante a época de gripe. Por isso, o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC) não recomenda o seu uso. Apenas aconselha o seu uso por pessoas doentes para proteger os outros membros da comunidade e para proteger uma pessoa saudável que esteja a cuidar de alguém com sintomas de gripe.
 
Não se podendo remediar, mais vale prevenir… Sem exagerar!
Apela-se ao bom senso!
 
Psico-Convidada
Teresa Luísa Silva

29 comentários

Comentar post

Pág. 1/3