Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

O País de José Sócrates

Luís Nogueira, 07.09.09

A curto prazo 5190 pequenos e microempresários vão abandonar a actividade e sair do mercado, engrossando as fileiras do desemprego. As empresas do retalho e da construção estão entre as mais afectadas. Sem ganhar dinheiro e com responsabilidades fiscais pesadas, a maioria opta por fechar a porta a contrair maiores dívidas.
 

A fábrica de calçado Rhode vai dar entrar ainda esta semana com um processo de insolvência o que conduzirá ao desemprego do 984 trabalhadores, avançou há instantes a SIC.
 

No início da legislatura, José Sócrates prometeu a criação de 150 mil postos de trabalho. Não descurando a actual crise internacional, que tem servido de base a muitas inverdades ditas nos últimos meses, o Governo do Partido Socialista teve uma maioria absoluta, que lhe deu a oportunidade de delinear e aprovar um pacote de políticas, que permitissem uma criação de emprego sustentada. Não o fez. E os resultados estão à vista. 

3 comentários

Comentar post