Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Fashion-victims!

Essi Silva, 19.09.09

Há coisas fantásticas. Uma delas são as modas políticas.

 


 

Colecção Legislativas 2009/2013: "Asfixia Democrática"


Toda a gente o diz. A expressão "Asfixia democrática" está na moda. Ainda hoje vinha no metro e ouvi uma menina a perguntar à mãe o que significava. (A mãe é que não tinha fashion-sense e só soube explicar com um "são coisas de adultos")


Começou com Manuela Ferreira Leite que lançou a expressão no tópico da saída de Manuela Moura Guedes do Noticiário de Sexta-feira da TVI. "quando há um sentimento no país de que existe verdadeiramente uma asfixia democrática [...]"


Seguiu-se o PS, que não poderia resistir ao desafio da oposição, a implicar com a governação de Jardim na Madeira e a falar sobre o afastamento de Pedro Passos Coelho pela líder do PSD.


Como Louçã não queria ficar para trás na nova "trend", também decidiu juntar-se à malta. "A primeira asfixia democrática foi quando, no tempo de Cavaco Silva, se controlavam os telejornais da RTP"


Com o caso das escutas à Presidência da República, o PSD voltou a revindicar a moda como sua (recordem-se que foi Rangel quem criou o conceito nas Celebrações do 25 de Abril em 2006) e a demonstrar a sua supremacia no mundo da haute-couture política.


Mas tal como numa verdadeira guerra entre a Versace e a Gucci, o PS lançou-se logo com Manuel Alegre a afirmar que  “A lógica do Estado mínimo traz consigo uma lógica de asfixia social e esta sim traz asfixia democrática”.


Aguardamos mais detalhes da Fashion TV mas até lá apontem aí: Asfixia democrática! Um must-have da nova colecção Primavera/Outono 2009!

23 comentários

Comentar post