Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Porque são uns melhores que outros?

jfd, 04.01.11

O Today da BBC4 (programa de rádio) tem por hábito entregar as 5 últimas edições do ano a famosos. Cada um, ao bom estilo britânicolança o seu assunto. Colin Firth que anda por ai a ser falado como forte candidato a Óscar pelo seu desempenho no King's Speech, saíu-se com esta;

 

I just decided to find out what was biolagically wrong with poeple who don't agree with me, and see what scientists had to say about it and they came up with something!

 

Basicamente ele queria saber se haveria algo comprovável cientificamente que provasse a diferença entre liberais e conservadores. Torna-se então delicioso o programa. Recorrem ao correspondente cientifico Tom Feilden que ficou encarregado de analisar a coisa. Há muito para ler nos links; basicamente foram estudados os cérebros de dois MP's diametralmente opostos politicamente e depois comparados com outras ressonâncias previamente efectuadas no Instituto de Neurociência Cognitiva da University College de Londres a estudantes de direita e de esquerda. Descobertas?

Não me vou sequer atrever a traduzir os termos do inglês ou latim ou lá o que é, mas as pessoas que se dizem liberais têm uma Anterior Cingulate maior que os conservadores. É uma área do cérebro associada com coragem e com always look to the bright side of life! LOL Isto cai como uma luva no que tenho vindo a dizer. Até parece combinado! Já os cérebros de pessoas que se dizem conservadoras têm uma Amygdala direita que é um lobo primitivo do cérebro associado com as emoções e o processamento do medo.

Terá os seus limites o estudo mas a questão do actor abriu as portas para explorar a hipótese cientifica! Genial! Alertado ainda no Countdown da MSNBC (fonte original desta posta) ouvi a reacção do autor John W. Dean a esta história. Fiquei com vontade de ler o seu livro Conservatives Without Conscience.

Mal ouvi isto tudo fartei-me de rir;) E mais ainda quando de facto se comprovou cientificamente que uma pessoa liberal nos costumes como eu é muito melhor que uma pessoa conservadora, velhaca, cinzenta e daquelas que não gosto nada politicamente!

É bom ter a ciência do nosso lado.

Melhor que argumentar pelo medo é ter paixão?

14 comentários

Comentar post

Pág. 1/2