Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

PSICOLARANJA

O lado paranóico da política

Europa, Séc. XXI

Rui C Pinto, 04.01.11

 

 

 

A Hungria assumiu a 1 de Janeiro a presidência da União Europeia, uma semana depois de o parlamento húngaro ter votado uma nova lei de regulação da comunicação social que provocou gritaria na imprensa mundial (Le Monde, El Mundo, BBC News, NYTimes). A nova lei unifica todas as empresas públicas de comunicação e dá poderes a uma nova Entidade Reguladora (cuja composição é nomeada pelo governo) que fixa multas de até 750 mil euros aos autores de notícias que "não sejam politicamente equilibradas", ofendam a "dignidade humana", "o interesse público" ou a ordem moral Os reguladores podem também ter acesso às notícias antes da sua publicação...", in Público.

 

É mais um sinal preocupante do governo húngaro, apoiado por uma confortável maioria de 2/3 no parlamento, depois da escalada de tensão com a vizinha Eslováquia a propósito das pretensões húngaras de reforço das fronteiras étnicas, o que levaria a uma maior influência de Budapeste sobre uma extensa região do Sul da Eslováquia ao longo de toda a fronteira.

 

Serão de esperar mais desenvolvimentos de um país governado por um partido com um discurso fortemente nacionalista apoiado com uma maioria de 2/3 no parlamento... Os húngaros sofrerão, a seu tempo, as agruras do voto. A UE sofre, já!, o claro embaraço de ver-se presidida pelo senhor Viktor Orban...

2 comentários

Comentar post